quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Odores espirituais



Em um nível espiritual, a pureza da intenção determina o cheiro de algo. Ou de alguém.



A grande maioria das pessoas que conheço crêem que se existe um mundo espiritual, este não poderia ser descrito em termos humanos (nem teria nada que se parecesse com o nosso). Deste modo, explicaria-se o fato de muitos pensarem que se uma pessoa morre ela perderia a forma. De igual maneira, cores e cheiros não teriam seus correspondentes no mundo espiritual.

O que tenho percebido é totalmente o contrário do que se tem afirmado. Os cheiros não são coisas que se existam somente ao nível da matéria, mas permeiam várias frequências ainda mais sutis no mundo espiritual. E isto não é algo muito difícil de se explicar. De um modo geral, um cheiro é o resultado da suspensão de alguma molécula percebida por nossos receptores sensitivos presentes na cavidade nasal.

Isto quer dizer que para existir o cheiro faz-se necessário que haja a vibração (movimentos oscilatórios que propagam a molécula pelo ar) de determinadas partículas. Em um grau muito pequeno, esta vibração afeta o seu ambiente, propagando energia cinética e térmica ao seu redor. Um ser humano com uma capacidade muito mais aguçada para sentir vibrações que seus pares percebe não somente o cheiro, mas também a vibração que ele emana. Pode-se inferir até aqui que o cheiro produz não somente uma percepção ao nosso olfato, como também ao nosso tato sob forma de vibração.

As pessoas possuem, deste modo, não somente cheiros que são perceptíveis ao nosso nariz, mas vibrações que acompanham estes cheiros. Estas vibrações são interpretadas sob a forma tátil ou de odor. Todavia, outra consideração deve ser feita: a maioria das pessoas somente percebem alguns cheiros que outras emanam. Tenho percebido por meio da clarissensibilidade que pessoas e coisas possuem cheiros que muitos ainda desconhecem. Alguns desses cheiros são bem lembrados pelo folclore, como o cheiro de rosas para anjos ou cheiro de enxofre para criatura não tão boas.

A seguir listo alguns dos cheiros que muitas vezes consigo perceber por meio da clarissensibilidade. Todavia, como há de se notar, as palavras não conseguem exprimir as sensações pessoais de cada um em sua totalidade e desse modo, algumas explicações são dadas de modo aproximado.

Cheiros agradáveis
  1. Cheiro de rosas
O cheiro de rosas é muito característico da presença de seres angélicos. A produção deste cheiro é intencional e visa demonstrar às pessoas que uma criatura bondosa está presente e pronta para ajudar. Raras vezes pode ser encontrada em uma pessoa comum. Quando isto ocorre, denota que esta é uma pessoa bondosa ou que está acompanhada de seres bondosos. O teólogo inglês Thomas Cray (1716 - 1771) afirmava que“ fica sempre um pouco de perfume nas mãos que oferecem rosas”.

  1. Cheiro de outras flores
Também é característico de uma presença suave e bondosa. Apesar de não ter o nível vibratório tão elevado com o da rosa, um cheiro de flor pode acalmar e trazer conforto. Presente em seres espirituais e pessoas caridosas.

  1. Cheiro de éter

O cheiro de éter tem propriedades terapêuticas a nível espiritual. Sua vibração é eficaz na limpeza de órgãos espirituais (denominados chacras). Pessoas com cheiro de éter tem muita energia pessoal. Pode ser encontrado também pessoas boas mas que são muito resistentes em mudar de ideias. Muitas das pessoas com este cheiro estão em lugares onde possam estar ajudando as pessoas na área da saúde ou de algum outro modo onde a cura e a luta pelos direitos dos animais, natureza e humanos devam ser respeitados. Apesar de raro, consegui sentí-lo várias vezes em momentos de meditação.


Cheiros desagradáveis
  1. Cheiro de doenças

As doenças possuem cheiros característicos que não podem ser reconhecidos pela maioria das pessoas. Uma simples alergia, gripe ou febre possuem cheiros diferentes que muitas vezes são sentidos pelo clarissensitivo. Todavia, reconhecer especificamente qual a doença através do cheiro é uma tarefa bastante difícil. Tenho percebido com mais facilidade a diabetes e a hipertensão arterial sistêmica por meio do cheiro. Isto, porém, depende do grau de concentração de cada um, além de outros aspectos orgânicos.

  1. Cheiro de enxofre

Está associado à processos de doenças espirituais ou emocionais, tais como a obssesão e a ira ou ódio. A pessoa com este cheiro está em sério estado de comprometimento psíquico e moral. O ato de pensar sempre no bem e fazer a caridade ajudam a elevar o padrão espiritual e promover a cura pessoal.

  1. Cheiro de substâncias tóxicas

Muito comum em fumantes ou pessoas que usam determinadas substâncias medicamentosas. Este cheiro se encontra não no nível espiritual, mas em um estado mais sutil da matéria. O cheiro do fumante que me refiro aqui não o clássico já conhecido, mas um ainda mais grosseiro provoca uma forte sensação de náusea e tende a persistir nos ambientes em que este vive até que estes sejam lavados com água fria ou mentalizados em oração.